Sempre fui uma pessoa interessada em entender a mente humana e analisar tanto a minha quanto a de outras pessoas. Como o ser humano pode ser tão simples e tão complexo ao mesmo tempo? Será que podemos achar o nosso propósito de vida em meio a esse estilo de vida ocupada que vivemos? Ou será que o propósito é somente ser quem somos na nossa essência e disso se desenvolver uma missão?

Bela Zurique no verão, Suíça

Eu cresci com essa ideia que precisava sempre ter “propósitos”, ou na verdade pensava em objetivos, e também que tinha que me conhecer bem. Com certeza não entendia ao certo o que tudo isso significava, pois hoje acredito que estamos de certa maneira nos conhecendo a cada dia que passa e as experiências vão fluindo. Acredito que só não podemos deixar tudo acontecer sem um objetivo em mente e precisamos fazer a nossa parte no autoconhecimento.

Claro que temos a nossa essência, mas a vivência sempre nos ajudará a nos conhecer melhor…aliás muito melhor. A prática e o agir nos colocam em uma certa prova de resistência para saber se é realmente isso ou aquilo que queremos. E a grande questão: como encontrar meu propósito de vida? Ou será que há propósitos para cada fase?

Quando criança, sempre quis ser a pessoa que acabaria com a fome no mundo, que iria oferecer um trabalho para cada desempregado, que iria pagar um plano de saúde para cada pessoa, que cuidaria das crianças nos orfanatos e os velhinhos nos asilos do mundo. Simplesmente, o propósito era resolver os problemas da humanidade e isso tudo incluía também as guerras.

Istambul com a minha irmã, a Mesquita Azul no fundo, Turquia

É, sempre achei que esse fosse o meu “chamado”, pequenininho não é mesmo? Será que eu pensava que ninguém mais tinha que fazer nada além de existir sendo feliz e eu cuidava do resto? Ou será que eu não entendia que na verdade, todo mundo, ou quase todos, tem dentro do coração uma necessidade ardente de ajudar ao próximo e isso é uma das belas coisas de ser um humano.

Paramos um momento para admirar as crianças, nossos grandes professores. Como é bom olhar tudo de uma forma possível, fácil de resolver e sem se preocupar com o amanhã. A sensação de presença é unânime e bonita. O momento é agora, talvez o propósito diário é ser feliz, brincar com os amiguinhos até cansar, aprender, comer e dormir.

Conforme o tempo foi passando, eu percebi que não sou a Mulher Maravilha e talvez nem um X-Man com uma habilidade extra, ultra, mega especial para fazer tudo isso, ou até mesmo que eu nem teria tempo suficiente para concretizar todos esses planos de dominar o mundo positivamente, se estivesse considerando somente esta vida…vamos dizer assim.

propósito de vida
Viajar é uma das formas mais incríveis de sintonizar consigo com os outros, consigo mesmo, seus sonhos e possivelmente seu propósito.

Desde quando o mundo é mundo há problemas e desafios, mas acredito que há mais soluções e esforços por parte de muitos indivíduos e de alguns líderes no geral, do que muitos pensam. Há muitas pessoas dedicadas a criarem ferramentas mais edificantes do que destrutivas no planeta.

Ter nascido em um país com grandes diferenças sociais me fez bem consciente em relação o que é ter e não ter, ser e não ser, e como ferramentas simples podem mudar a vida de muitos seres humanos. Também aprendi que o marco zero de cada cidadão é sim um fator influenciável e que a vida cheia de dificuldades não é nada engraçada e romantizada.

Agir e prosperar é mais do que uma obrigação de todos consigo mesmo, com a sua família e com os outros seres humanos que você possa eventualmente influenciar. Porém, infelizmente, para algumas pessoas o modo sobrevivência é o que dita as regras a vida inteira, pois se não conseguimos suprir nem as necessidades básicas do dia a dia não teremos uma mente ou tempo suficiente para pensar em felicidade no geral.

Hoje, parte do meu propósito de vida é ajudar pessoas a realizarem seus sonhos pois acredito que indivíduos felizes são extremamente mais produtivos e mais eficazes para a sociedade. Eles fazem o que amam e assim se dedicam e se conectam em uma energia muito positiva em todo o processo, ajudando assim outras pessoas a se encontrarem e prosperarem em todos os âmbitos da vida. Um ciclo de propósitos, onde talvez o meu seja ajudar você a encontrar o seu, ou até descobrir melhor a mim mesma.

E como você está fazendo isso Thais? Essa história de propósito…

Na verdade não sei. Ainda não achei o caminho do tesouro. Tenho várias ideias em mente, mas acredito que não descobri até o momento a correta execução, abordagem, talvez a vergonha na cara ou o networking certos para colocar estes meus planos em ação e transformar vidas.

Como tudo tem que ter um começo, resolvi iniciar este blog juntamente com dois canais no Youtube e um curso de viagens com dicas especiais e úteis de quem já viaja 100% do tempo por 5 anos. Sim, um canal em inglês e outro em português para inspirar aqueles que um dia pensam em atravessar os oceanos, assim como um dia eu sonhei tanto.

Isso mesmo! Compartilhar experiências me parece ser o início de tudo, já que as respostas estão nas conexões que acontecem onde menos esperamos.

Thais Guimarães Youtube chanel Canal do Youtube
Canal no Youtube que comecei há pouco tempo. Se você colocar no Youtube “Thais Guimarães Cascais” fica fácil de encontrar.

Viajar é definitivamente uma forma de conhecer melhor a si mesmo. Se você tem o interesse de visitar aquele lugar dos sonhos, clique aqui para dar uma olhada nos melhores hotéis para a sua acomodação perfeital!

O que você pensa sobre este texto? Deixe a sua opinião, será um prazer ler a sua mensagem!

Thais Guimarães

Neste outro post eu falo sobre um assunto interessante (Por que viajar é necessário para o seu crescimento pessoal?) Clique neste link para ler!

One Reply to “Você já sabe qual é o seu propósito de vida? A desafiadora pergunta que não quer calar…”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *